Atualize seu navegador!
Laboratório do Teste do Pezinho

teste do pezinho ampliado







                            Visando a prevenção de deficiências e, tendo como tema “A prevenção é a melhor solução”, a APAE de Bauru, desde 1998, mantém o Laboratório do “Teste do Pezinho” que realiza exames para detectar e diagnosticar patologias que se não forem tratadas nos primeiros dias de vida podem levar a lesões neurológicas irreversíveis. 



Teste do Pezinho Ampliado
:


É um teste realizado com algumas gotas de sangue do calcanhar do bebê, para prevenir doenças causadoras de deficiência. Doenças detectadas:

Fenilcetonúria: Distúrbio genético no qual um dos aminoácidos do leite pode prejudicar a saúde do bebê, causando deficiência mental grave.

Hipotireiodismo Congênito TSH e T4: Falta dos hormônios da glândula tireóide o que causa deficiência mental em graus variados e retardo no crescimento.

Anemia Falciforme e outras Hemoglobinopatias: As Hemoglobinopatias são doenças causadas por anormalidades na estrutura molecular ou na produção da hemoglobina (pigmento vermelho do sangue). Crianças com hemoglobina anormal são altamente suscetíveis a anemias e infecções.

Fibrose Cística: Doença genética que, pelo acúmulo de muco nos pulmões, causa problemas respiratórios e gastrointestinais graves.
Realiza também a dosagem de CLORO NO SUOR, pelo método de Iontoforese por pilocarpina, exame este, confirmatório para a doença Fibrose Cística.

Deficiência de G6PD: A deficiência de G6PD pode provocar grave icterícia neonatal ou ruptura dos glóbulos vermelhos.

Deficiência Biotinidase: A carência da biotina pode levar a convulsões, falta de equilíbrio, lesões na pele, perda de audição e retardo no desenvolvimento.

Aminoacidopatias: Doenças metabólicas que possuem tratamento, usualmente, com dietas especiais.

Hiperplasia Adrenal Congênita: Distúrbio no metabolismo que pode levar a desidratação aguda, e na menina, a masculinização dos órgãos genitais.

Galactosemia (GALT e GAOS): A galactosemia presente no leite causa nas crianças um quadro clínico grave marcado por catarata, convulsões e diarreia.

 

Teste Cloro no Suor*:

A Fibrose Cística é atualmente uma das doenças genéticas mais freqüente na população. Quando diagnosticada e tratada precocemente pode aumentar o tempo e melhorar a qualidade de vida dos portadores.

A forma mais eficaz para o diagnóstico é através do Teste do Suor, altamente recomendado nas primeiras semanas de vida.

A APAE Bauru, por meio do Laboratório do Teste do Pezinho, além da Triagem Neonatal Ampliada, realiza também o Teste de Cloro no Suor pelo método de Gibson e Cooke, Princípio da IONTOFORESE POR PILOCARPINA.

 

 

A APAE realiza o exame do Teste do Pezinho Ampliado de forma particular. Os interessados deverão entrar em contato:


Laboratório do Teste do Pezinho
Rua Rodrigo Romero, 2-47 - Centro

(próximo a Av. Nações Unidas)

Fones: (14) 3104-2834
E-mail: testepezinhobauru@apaebrasil.org.br

Coleta de material para o teste
De segunda a sexta-feira, das 7h30 as 11h30
Teste particular

(* para o exame de Cloro no Suor, agendar horário)

 

Leis:

- Lei Estadual 3.914 de 14/11/1983, art. 1º "É obrigatório proceder o exame na rede pública e privada do Estado de São Paulo, visando diagnóstico precoce, possibilitando um tratamento preventivo".

- Estatuto da criança e do adolescente, Lei Federal 8.069 de 13/07/1990, cap. I, art.10 "Proceder a exames visando ao diagnóstico e terapêutica de anormalidade no metabolismo do recém-nascido, bem como prestar orientação aos pais", estabelece a obrigatoriedade de proceder ao exame, mas prevendo punição em caso do descumprimento da lei.

- Portaria GM/MS nº 822 de 06/06/2001, cria o Programa Nacional de triagem Neonatal (PNTN), visando a detecção de casos suspeitos, confirmação diagnóstica, acompanhamento e tratamento dos casos identificados nas doenças congênitas: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, hemoglobinopatias, somente pelos credenciados no Serviço de Referência em triagem Neonatal.